Problemas domésticos e nerdices

17 de julho de 2007

Yoga, meditação e outros Oms

Eu não sou muito espiritual, muito menos religiosa. Mas eu ando muito ligada em yoga e meditação. Mais porque eu preciso esvaziar minha cabeça do que por qualquer outra coisa.

Yoga coloca a gente em posições absurdas, fazendo com que você fique totalmente focada em manter seus membros no lugar certo. Depois que você consegue manter seus membros onde eles devem ficar, aí você começa a pensar na dor que está sentindo. E, eventualmente, quando a dor passa, aí sim você começa a pensar na vida. Mas até chegar nesse ponto, você já pensou tanto no sacrifício que está fazendo, que você consegue colocar tudo em perspectiva e não surtar com as coisas cretinas que ocorrem no dia-a-dia. Ela também tem um quê de conexão com o universo. Você passa a fazer parte de um universo onde celebridades como Sting e Madonna habitam e se empenham. Sempre me faz sentir bem saber saber que eu não sou a única pessoa sofrendo no mundo.

Já a meditação é mais profundo. Nada melhor para restabelecer suas energias do que sentar num tapetinho e imaginar uma floresta com o seu guia espiritual levando você pelas alamedas. Você pode imaginar qualquer floresta. Minha última era igualzinha ao último filme do Senhor dos Anéis. Meu guia espiritual era o Gollum e ele me disse que eu deveria ir em busca daquilo que eu achava precioso. Ele também disse que era um anel, mas eu acho que ele está errado. Vamos ver se amanhã eu pego alguém melhor como guia. Espero que o Aragorn esteja disponível.

Nenhum comentário: