Problemas domésticos e nerdices

10 de setembro de 2007

Exotismo culinário é o que há

Semana retrasada, gỏi cuốn (tirei as melhores dicas de preparo do Grab Your Fork).

Semana passada, falafel. Assado, de acordo com a dica da Karen.

Essa magia de cozinhar apareceu de novo quando o Lello me emprestou os livrinhos da coleção da Folha. Eu tinha comprado papel de arroz na Liberdade, mas não sabia o que fazer. Daí eu vi na Martha Stewart como se faz goi cuon. Tou sem pique para os acentos. É facílimo. Basta fatiar várias coisas em fiapos: cenoura, pepino japonês, manga... Daí você faz um pouco de carne (ou pode fazer sem, se for vegetariano), cozinha um pouco de bifum, cozinha uns camarões cinzas e buf, tem um rolinho de verão.
Ah sim, você precisa passar as folhas de arroz na água morna. Não encharque, senão a chance de quebrar é maior. O negócio é voce botar água numa tigela um pouco maior que o diâmetro da folha, e só garantir que molhou os dois lados por igual, sem deixar encharcar. Daí você faz umas panquequinhas, e come com molho de shoyu.

E o livrinho não teve nada a ver com isso, diretamente. Mas quando eu vi os livros na casa do Lello (que está fazendo um tour gostosas na Europa, no momento), pensei: deve ter um do Vietnã, deve ter receita de rolinho. Mas não tinha, mas eu resolvi pegar o de Israel, pela receita de falafel, e o da Suíça, pela receita de rösti. Rösti, aliás, é a receita da semana que vem. Nas outras duas próximas semanas eu tou garantida: casamentos.

Cansei de macarrão. Agora, vou variar.

2 comentários:

Lello disse...

Hummm, quero experimentar as suas inovacoes!!! E obrigado pelo recado no blog, a ideia eh essa mesma. Assim que voltar vou escrever um texto para cada cidade visitada!
Saudades
Bjs

Andréa Z. disse...

Hmm, comerei comidas exóticas então? hehehe