Problemas domésticos e nerdices

17 de fevereiro de 2008

Minha torneira pediu água

Essa casa onde moro não é exatamente um primor de qualidade no acabamento. As janelas são barulhentas, a pintura dos batentes está completamente descacada, tem tacos soltos pela casa toda e a fiação é tão velha que uma vez eu liguei dois George Foremans grills ao mesmo tempo e acabou com a luz da casa.

Mas a pior coisa mesmo é a parte hidráulica. Todas as torneiras são de péssima qualidade, as mesmas desde quando o apartamento foi construído, em 1970. No banheiro, as torneiras não fecham 100%. O misturador da direita não se pode nem abrir, porque não fecha nunca mais. A torneira em si está toda enferrujada. Pensei em trocar, mas quando descobri que custava uns R$ 150 para comprar o jogo novo, eu achei melhor deixar pro próximo inquilino. O chuveiro eu nem olhei, troquei no dia que mudei, porque o anterior estava nojento.

Agora, a da cozinha vinha me dando um olhar de "eu vou ferrar com a tua vida" há algum tempo já. Ela nunca foi fácil de fechar, ficava gotejando se você não desse uma violência extra nela. Mas ok, como a casa não é minha, dane-se, eu sempre dava a violência extra e deixava estar.

Só que ontem à noite, quando voltei pra casa e resolvi fazer macarrão, quando fui pegar água, me dei conta que a torneira estava especialmente difícil de abrir. A faxineira esteve aqui no sábado, achei que ela tivesse sido excessivamente zelosa com a torneira e forcei pra abrir. Não cheguei a tomar um banho, mas a pia ficou totalmente espirrada de água.

Tomei um susto, mas ok. Diminuí a vazão e enchi a panela.

Na hora de fechar, surpresa surpresa: não fechava. Simplesmente não fechava. Rodava até certo ponto a manivelinha e parava lá, saindo um montão de água ainda. Não era um gotejamento, era o tanto de água que eu abro pra encher a chaleira. Entrei em pânico na mesma hora.

Tentei apertar mais, minha mão doeu mais que tudo. Tentei abrir até o fim e voltar, descobri que agora ela fechava menos ainda. Muito mais água saindo e ela tinha ficado ainda mais difícil de fechar. Verdadeiro pânico. Tanto trabalho para economizar água no banho e dá nisso.

Desliguei o registro da cozinha e pensei "dane-se, amanhã eu vejo isso". E a água saindo lá.

Eu cheguei à conclusão que, no atual orçamento, chamar um encanador pra isso era impensável. Não sei quanto eles cobram, mas eu estava certa de que trocar uma torneira era algo que eu poderia fazer. Com a ajuda de experts na área (minha mãe), fui até o Leroy e comprei uma nova torneira e veda-rosca.

Comprei uma torneira alta demais, o que não foi nem um pouco legal. Cheguei em casa e vi que, embora tivesse calculado bem a distância da parede até a saída da torneira, não pensei na altura. Agora eu tenho uma torneira-fonte, porque a água cai espirrando pra todos os lados, por causa da distância da cuba.

Troquei, bonitamente, a torneira. Ela agora fecha direitinho. Só que agora o vazamento está na parede.

Eu fechei de novo o registro e vou chamar um encanador na segunda-feira.

3 comentários:

Lello disse...

É, a vida doméstica não é fácil. Bjs!

liki disse...

A historia da torneira eh boa, mas a do condicionar eh minha predileta
hahahaha
pq meu blog nao ta nos links hein?
humpf

Lello disse...

Laurinha muda de idéia, mas não muda de post...